Archive for the ‘liberdade’ Category

Mídias tradicionais: parecem todas iguais

agosto 20, 2008

Onde trabalho atualmente, pude ter – e ainda tenho – mais contato com diversos veículos que anseiam em fechar algum anúncio conosco. Talvez isso aconteça por pensarem que o nome da empresa, seja para o consumidor final como para o próprio mercado, é igualmente proporcional à verba de marketing.

Admito que, como anunciante, é entediante atender a todos os veículos, ainda mais quando eles insistem em agendar uma visita só para entregar um exemplar – para isso existe correio e motoboy. Por outro lado, entendo o profissional de vendas: ele tem de vender para conseguir sua comissão no final do mês. (peço desculpas pela franqueza, mas é fato)

(more…)

Anúncios

O que não falta é falta de criatividade

maio 10, 2008

Entrei no site só por curiosidade, já que a falta de criatividade foi o que mais me chamou a atenção – e a ousadia em relacionar erotismo com toques de celular. Fiquei mais aterrorizado ainda. Além do site ser todo escuro – o preto é a cor predominante, deixando o azul como enfeite secundário -, há uma animação pobre e sem sentido em um celular (adivinha que cor?) do lado direito da página. A sequência começa com o logo da empresa, depois aparece uma menina “cheer leader”, logo após uma foto de luta livre (wrestling) e, por fim, uma moto da Suzuki.

Nem vou me estender no assunto, pois não há motivo para tentar explicar tanta incoerência. O amadorismo das pessoas me impressiona.

José Brandão & Jacacarambola

Revista digital: alternativa para conteúdo online

abril 16, 2008

Estava a caminho da pós quando me entregaram um encarte da Super Interessante. Como o conteúdo da revista  não tem mais a mesma qualidade de alguns anos atrás, peguei e quase não dei a devida atenção. Eu realmente não queria saber quem inventou o palito de dentes muito menos se era higiênico proteger as latinhas de cerveja com selo.

Não querendo me estender muito nas reportagens, li só a contracapa. Claro que induzia o leitor, de acordo com a curiosidade dele, a acessar o site da revista e ler na íntegra a matéria de capa – que por sinal tem tudo a ver com ciência: “a cadeia como você nunca viu”. Lá fui eu visitar o site; não me surpreendi quando vi que não havia quase destaque na página – e os poucos destaques não conseguiam chamar a atenção.

Enfim, meu objetivo não é falar do layout pobre e do conteúdo fraco do site. Cliquei direto no ícone da revista para ler a matéria “super interessante”. Minhas expectativas desceram pelo ralo quando percebi que não era uma versão em PDF ou equivalente ao clicar em um outro ícone: “folheie a revista”. Simplesmente abriu uma janela em flash com a revista aberta em miniatura – só o título das matérias estavam legíveis. A intenção é só folhear mesmo.

Admito que meu equívoco foi grande ao pensar que iria encontrar uma revista digital. Sei que, a princípio, pode não haver muita diferença entre online e digital, mas quando você escolhe fazer o download de qualquer conteúdo para ler, ouvir ou assistir depois (podcast e videocast), já deixa de ser online – daí a vantagem de ser digital.

(more…)

NewsCamp edição II: saldo final

abril 14, 2008

A segunda edição do NewsCamp, realizado no último sábado, 12 de abril, no espaço Gafanhoto, rendeu boas discussões. A desconferência contou com a presença de aproximadamente vinte pessoas, entre elas jornalistas, profissionais de mídia, relações públicas e marketing, blogueiros e estudantes de jornalismo.

Os temas discorridos a partir de agora são totalmente voltados aos interesses desse blog. Para saber mais sobre outros temas abordados, leia o que Ceila escreveu. No próprio blog do NewsCamp serão linkados todos os posts relacionados ao evento, então, por favor, não limite sua leitura até aqui. 🙂

(more…)

NewsCamp: desconferência no mundo jornalístico

abril 3, 2008

Não sou jornalista, mas resolvi me inscrever. E resolvi também divulgar para quem estiver interessado, principalmente para quem é ativo no ramo de comunicação. A primeira edição rendeu bons assuntos, apesar de algumas opiniões adversas – mas isso é normal, não é possível agradar gregos e troianos.

Como principiante, não me arrisco a abordar ou incitar algum tema para os debates durante a desconferência. Renato Cruz, Lucia Freitas e Gabriel Tonobohn já deram sua contribuição para o Esquenta do NewsCamp.

Como marketeiro, creio que o assunto mais próximo seja Relações Públicas. Já falei um pouco do que sei nesse post. Se valer como tópico para o dia do encontro (dependendo do interesse dos participantes): abordar os desafios que RP tem em trabalhar com o mundo online. Como mensurar o retorno de um press release? Quais os canais para disseminar com mais eficiência o seu press release? Vale a pena pagar um site de PR online?

Fica aqui minha sugestão. Se quiser saber de mais detalhes, basta acessar o site oficial do NewsCamp.

NewsCamp – II Edição – a desconferência de Jornalistas 2.0
Onde: Gafanhoto – Av. Rebouças, 3181 – São Paulo – SP
Quando: 12 de abril – sabádo
Horário: 9h00 às 17h00
Inscrição: enviar email para aghanael@gmail.com ou evasques@gmail.com com a palavra “Newscamp” no assunto!

Pausa tech: video game também é iPod

março 29, 2008

Já que o Nintendo DS virou um vício em minha vida durante meus momentos ociosos, acabei por descobrir um “clone” do iPod para o compacto console:

Para isso, você tem que adquirir um cartão micro SD R4 (só como exemplo, veja o da Kingston). Depois é só procurar pelo programa e se divertir ouvindo suas músicas preferidas.

José Brandão & Jacacarambola

Profissão vs Academia

fevereiro 29, 2008

Minha colega de classe desabafou de prato cheio ontem em uma aula de Planejamento Estratégico de Marketing. Sempre a mesma metodologia: aula teórica, case para discutir a teoria em grupo, cada grupo fala sua opinião e o professor encerra a aula com a afirmação correta – pelo menos o que ele acha que é certo. Não muda nada desde a graduação? Quando entramos na faculdade, o objetivo da instituição de ensino é formar profissionais capacitados e prontos para entrar no mercado de trabalho, já que toda a formação teórica será aplicada na prática durante o curso. Eu achava que era o momento para deslanchar minha carreira profissional e fazer contatos importantes, trocar experiências – além do mais, sonhar não paga imposto.

(more…)

Quem disse que na teoria é mais fácil?

fevereiro 24, 2008

Pensei que o TCC tivesse sido a última etapa da minha vida acadêmica. Mas como o mercado de trabalho é exigente e altamente competitivo, não podemos parar no tempo. Para fechar com chave de ouro meu curso de pós-graduação (adivinhe… em Marketing), comecei minha monografia. E comecei beeeeem devagar. O tema escolhido é: Otimização da comunicação das empresas através de ferramentas da internet. (Espero que o projeto não fique tão extenso e cansativo quanto esse título.)

Honestamente, acho trabalhos acadêmicos muito antiquados. Muitas regras regadas a vários padrões: padrão de escrita, padrão de formatação, padrão do padrão. Entretanto, se ele é realizado à luz de sua experiência profissional ou de um tema que é tão interessante a ponto de se entreter em um trabalho escrito dessa amplitude, então vale a pena. No meu caso, juntei o útil ao agradável: marketing ao digital, porém com certos obstáculos pela frente. Todos sabemos que a web 2.0 revolucionou os métodos tradicionais de comunicação das empresas, como por exemplo blogs, redes sociais e wikis, mas como conceituar – academicamente falando – essas tendências se eu não posso me vangloriar de acervos literários como o Wikipédia? Por isso a minha opinião quanto à antiguidade. Encontrar referência bibliográfica atual e consistente que sirva de alicerce para minha fundamentação teórica está sendo um desafio – okay, confesso que estou um pouco relapso ao procurar na biblioteca da faculdade.

Quem tiver sugestões de referência bibliográfica, vou ficar muito feliz pelas indicações! 🙂


José Brandão & Jacacarambola

(more…)

Lar doce escritório

fevereiro 23, 2008

Getty Images

“O trabalho a distância se relaciona com o bem-estar e a conciliação da vida familiar dos funcionários. Mas o que há por trás desse tipo de trabalho? Quem se beneficia mais com ele, o trabalhador ou a empresa? As vantagens para as companhias são claras: aumento da produtividade, diminuição dos custos e melhoria da satisfação do cliente. Mas vamos aprofundar o tema.”

Leia a reportagem na íntegra através desse link.

José Brandão & Jacacarambola

Blogueiro: de hobby a profissão

fevereiro 21, 2008

Por mais clichê que seja falar de blogs corporativos, é esse o tema que está agitando ultimamente as páginas de blogs e sites sobre web 2.0 e afins. Foi a polêmica no CampusParty quando nosso amigo Gil Giardelli palestrou por lá. Quando o assunto envolve os jornalistas então, sai de perto: leia a reportagem que a BITES publicou.

Acho que todo mundo vislumbra em se tornar um blogueiro corporativo ou uma pessoa tão famosa e renomada quanto um jornalista. Receitas de bolo para as empresas já estão prontas, falta saber se elas vão dar certo quando saírem do forno. Talvez a Natura seja o exemplo mais famoso de blogs que deram certo de pessoas que escrevem com entusiasmo e se identificam plenamente com a empresa. Para aqueles que só pensam no dinheiro, infelizmente já existem sites promovendo “pay-per-post”.

Apesar que muitas pessoas não conseguem separar o hobby do profissional, assim como acontece no cotidiano das empresas quando o indivíduo não consegue separar pessoal do profissional. Digo isso pois não devemos misturar relações públicas e jornalismo, áreas totalmente profissionais e sérias, com o simples prazer de escrever em um blog. “Hoje acordei com vontade de ser jornalista-blogueiro; acho que vou falar bem da Microsoft”. Em se tratando de noticiário, a exemplo do [vc repórter] do Terra, o objetivo não é fazer dos internautas profissionais da noite para o dia – há muitas pessoas que realmente pensam dessa maneira e se iludem com essa falta perspectiva – e sim criar uma participação colaborativa, que é a web 2.0 de que tanto falamos.

Já que o assunto é sobre blog e empresa, gostaria de citar o Café.com Blog. Oportunidade ótima para empresas e blogueiros debaterem sobre seus próprios caminhos.

José Brandão & Jacacarambola