Posts Tagged ‘internet’

Heroes: seja o roteirista

fevereiro 1, 2008

Heroes

Acho que a greve dos roteiristas inspirou de alguma forma os brasileiros. Para chamar atenção dos fãs que aguardam (nem tão) ansiosos a estréia da segunda temporada de Heroes por aqui, a Universal Channel criou uma seção com seis cenas inéditas – teoricamente inéditas -, cujas legendas você mesmo pode criar. Solte a imaginação e envie por e-mail para quem você quiser. De quebra, ainda tem o link para o blog oficial do seriado.

Por falar em séries, está se tornando uma atividade cada vez mais comum assistir seriados que ainda não cruzaram a fronteira do nosso país. Pirataria? De maneira alguma – até certo ponto. O primeiro site a se aventurar foi o IsFree.TV, que disponibilizava episódios com legendas em português em links para download, como Rapidshare e Megaupload. Para agilizar o download, todos os episódios eram gravados em RMVB, que compacta o vídeo sem perder muito a definição original da imagem (e é bem mais leve que um arquivo AVI). O hobby era amador, até que então quase se tornou profissional. A demanda foi tão grande que eles tiveram de fechar o site temporariamente por “falta de espaço”, ou seja, o servidor do site já não comportava tantos acessos.

(more…)

Anúncios

Orkut dos ricos

janeiro 29, 2008
orkut_dos_-ricos.jpgSurge a Social Life, a rede de relacionamento que reúne os milionários e será lançada no Brasil em fevereiro

Procura-se pessoa bem-sucedida, com uma boa rede de contatos e dona de uma conta bancária recheada. Pode parecer mais um daqueles recrutamentos para um programa de reality show de ricos e famosos. Não é. Trata- se, na verdade, dos requisitos para quem pretende acessar duas das comunidades digitais mais exclusivas do mundo: a rede social ASmallWorld, criada, em 2004, na Suécia, e, segundo DINHEIRO apurou, a brasileira Social Life, que será lançada no próximo dia 25 de fevereiro.

As duas são uma espécie de Orkut, o site de relacionamentos do Google, só que voltadas para milionários. A rede ASmallWorld, idealizada pelo investidor sueco Erik Wachtmeister, é como um clubinho da alta sociedade internacional. Ali, encontram-se endinheirados europeus (65%), americanos (15%), asiáticos e árabes, entre outros. Quer falar com Tiger Woods, o jogador de golfe que ganha US$ 100 milhões por ano? Basta clicar na página para trocar mensagens com ele. O mesmo acontece com a modelo Naomi Campbell, com a aspirante a celebridade Paris Hilton, com o magnata Donald Trump, com figurões que ostentam sobrenome Rockefeller e com outros 270 mil assinantes.

Como esse povo preserva a privacidade – tirando, é claro, Paris Hilton e seus vídeos da pá virada –, o conteúdo é protegido. Nos bastidores, contudo, circulam informações sobre convites de festas de arromba, passeios de Ferrari, dicas de compras em joalherias e até aluguéis de ilhas e mansões entre os usuários.

(more…)

Publicidade em jogos

janeiro 29, 2008

Segundo uma pesquisa realizada pela Real Networks, empresa que cria e vende jogos de passatempo pela internet, os gastos publicitários em jogos de passatempos vendidos através de downloads cresceram mais de 120% em 2007 e devem movimentar R$ 5,5 bilhões até 2011 no mundo. No Brasil, com uma média de 15 anunciantes por mês, entre eles, Coca-Cola, Unilever e AmBev, a Atrativa, empresa do grupo no país, aumentou a receita gerada pela propaganda em 2007 em 300%, o que equivale a 35% do seu faturamento.

» Publicado em 29/01/2008 no jornal Valor Econômico, (Empresas & Tecnologia).

Ivan Vasconcelos & JacaCarambola

Mush-up: música + vídeo

janeiro 17, 2008

ZonTube

Achei esse mush-up muito legal, assim como uma grande parceria comercial. A Amazon e o YouTube conseguiram reunir o útil ao agradável. O site ZonTube reúne a seção musical do Amazon, mostrando já na primeira página os top sellers e, na coluna da esquerda, todas as categorias disponíveis de estilo musical para uma melhor busca.

Clicando no álbum do artista, você é direcionado para uma página com os detalhes do produto, ranking e comentários editoriais. Até aí não há nenhuma novidade, já que a Amazon possui essa mesma estrutura em seu próprio site.

No lado esquerdo da página há o playlist do álbum e, para a maioria das faixas há um ícone de “play”. Até aí, também não é novidade, pois há alguns vídeos que são estáticos, apenas para você ouvir trecho da música. O mais legal está aqui: você encontra outras versões da mesma música como remixes, performances ao vivo, versões acústicas, entre outras.

Essa é mais uma oportunidade de se comunicar com seu cliente, fazendo com que ele se identifique com seu produto da maneira mais criativa possível, unindo a informação desejada com entretenimento.

José Brandão & Jacacarambola

Finalmente entrei em nosso Blog!

janeiro 15, 2008

Não sei se isso aconteceu apenas comigo … mas foi uma luta para conseguir entrar!

Precisei inclusive cadastrar um novo usuário e depois de muita ajuda (José Luiz, fico te devendo uma gigante!), finalmente vou poder participar. Será que existem outras pessoas com a mesma dificuldade?

Aproveitando (sem querer fazer publicidade), estamos com uma pequena promoção no Limão para convites do Campus Party. Quem quiser, tem um link na home do site!

campus-party.jpg

Thati Schlesinger & Jacacarambola

História de um nostálgico dos anos 90

janeiro 12, 2008

Salvador Dali

Parabéns! Você que nasceu em 1990 completará ou já completou 18 anos em 2008. Agora são seus avós – alguns já têm avós, ué – que sentem saudades da nostálgica década de 80. Quando você nasceu, os computadores já não eram mais gerenciados pelo MS-DOS (era uma tela preta, cheia de letrinhas verdes… pergunte para seus pais), pois criaram o Windows 3.11 – a primeira versão com interface colorida. E o processador? Pentium 166MHz com 32Mb de memória RAM. Sim, você que está acostumado com Gb, Mb parece até impossível. Mas para que tanta coisa, se a gente nem sabia direito o que era internet – nossas linhas telefônicas eram analógicas, demorou para elas se tornarem digitais. Pelo menos uma palavra que você sabe o que é: digital. TV digital, câmera digital, música digital, e por aí vai. Bom, voltando para o computador, as coisas começaram a surgir aos poucos: gravador de CD, provedor de internet, ICQ (I Seek You, mas não adianta explicar o trocadilho, você não vai lembrar mesmo), bate-papos nas salas do UOL, MP3, Napster… nada veio com tudo, ao contrário dos dias de hoje. E o nosso medo do bug do ano 2000?

Hoje você tem um pen drive de até 2Gb, ou até um de 4Gb (tem um da Sony com 8Gb que se compacta e expande até 24Gb, mas com certeza você já sabe disso). Quando você nasceu, tinha o disquete (ou inglês, floppy-disk). Era frágil, não podia amassar, molhar, dobrar, ficar em lugar úmido ou quente… tão indispensável que se pegava vírus (e não era através da internet, acredite se quiser), o desespero tomava conta. Também, imagine perder 1Mb de um documento do Word 5 (você deve se lembrar só da versão 2001 em diante)… muito alarde pra pouca coisa? Claro, é pouca coisa comparado com seu notebook cujo HD tem 180Gb. Quando lançaram o WinZip, ficamos tão felizes, pois podíamos “expremer” nossos arquivos, já que o HD de 4Gb do “Lentium” 166 estava quase no fim. O monitor começava a ficar velho, a tela escura – a gente bem que tentava ajustar as cores rolando (e não apertando) os botões, mas não adiantava. Depois que lançaram o de 17″, o de 14″ parecia tão pequeno. LCD? A TV sequer era plana, o máximo que a gente tinha era tecla SAP e “magic eye”. E pensar que hoje você tem um monitor de tela plana, finíssimo, alta resolução (quantas milhões de cores?). Sua TV deve ter mais de 29″, também com as mesmas definições do monitor, claro. Mas pra que TV? Usa o seu monitor pra assitir os filmes que você gravou no DVD, dá na mesma!

(more…)