Archive for the ‘internet do Brasil’ Category

O que não falta é falta de criatividade

maio 10, 2008

Entrei no site só por curiosidade, já que a falta de criatividade foi o que mais me chamou a atenção – e a ousadia em relacionar erotismo com toques de celular. Fiquei mais aterrorizado ainda. Além do site ser todo escuro – o preto é a cor predominante, deixando o azul como enfeite secundário -, há uma animação pobre e sem sentido em um celular (adivinha que cor?) do lado direito da página. A sequência começa com o logo da empresa, depois aparece uma menina “cheer leader”, logo após uma foto de luta livre (wrestling) e, por fim, uma moto da Suzuki.

Nem vou me estender no assunto, pois não há motivo para tentar explicar tanta incoerência. O amadorismo das pessoas me impressiona.

José Brandão & Jacacarambola

Anúncios

Wal-Mart: tentando caminhar para o e-commerce

abril 20, 2008

Não é de hoje que o grupo norte-americano Wal-Mart intenciona em iniciar o e-commerce em território brasileiro. O montante que eles querem investir transmite a impressão de muita prosperidade nesse novo negócio: cerca de R$ 1,2 bilhão.

Nunca entrei em um loja do Wal-Mart, e olha que eles estão aqui no Brasil desde 1995. Para falar a verdade, nunca me chamou a atenção – só o nome do supermercado me distanciava. Fiquei sabendo que eles possuem marcas próprias, todas vindas lá de fora. Que confiança você tem em uma loja de departamento estrangeira que não vende produtos cujo nomes sequer são em português?

(more…)

Update: marketing viral para desligados

abril 16, 2008

Fiquei curioso na época, mas depois deixei de lado. Foi o motivo pelo qual aproveitei para falar sobre marketing viral. Agora mesmo fiquei sabendo pelo @gafanhoto (esse é o post original) que é realmente uma ação viral. E constatei que não eram tachinhas metálicas, mas pelo menos acertei na calçada. 🙂

José Brandão & Jacacarambola

Revista digital: alternativa para conteúdo online

abril 16, 2008

Estava a caminho da pós quando me entregaram um encarte da Super Interessante. Como o conteúdo da revista  não tem mais a mesma qualidade de alguns anos atrás, peguei e quase não dei a devida atenção. Eu realmente não queria saber quem inventou o palito de dentes muito menos se era higiênico proteger as latinhas de cerveja com selo.

Não querendo me estender muito nas reportagens, li só a contracapa. Claro que induzia o leitor, de acordo com a curiosidade dele, a acessar o site da revista e ler na íntegra a matéria de capa – que por sinal tem tudo a ver com ciência: “a cadeia como você nunca viu”. Lá fui eu visitar o site; não me surpreendi quando vi que não havia quase destaque na página – e os poucos destaques não conseguiam chamar a atenção.

Enfim, meu objetivo não é falar do layout pobre e do conteúdo fraco do site. Cliquei direto no ícone da revista para ler a matéria “super interessante”. Minhas expectativas desceram pelo ralo quando percebi que não era uma versão em PDF ou equivalente ao clicar em um outro ícone: “folheie a revista”. Simplesmente abriu uma janela em flash com a revista aberta em miniatura – só o título das matérias estavam legíveis. A intenção é só folhear mesmo.

Admito que meu equívoco foi grande ao pensar que iria encontrar uma revista digital. Sei que, a princípio, pode não haver muita diferença entre online e digital, mas quando você escolhe fazer o download de qualquer conteúdo para ler, ouvir ou assistir depois (podcast e videocast), já deixa de ser online – daí a vantagem de ser digital.

(more…)

NewsCamp edição II: saldo final

abril 14, 2008

A segunda edição do NewsCamp, realizado no último sábado, 12 de abril, no espaço Gafanhoto, rendeu boas discussões. A desconferência contou com a presença de aproximadamente vinte pessoas, entre elas jornalistas, profissionais de mídia, relações públicas e marketing, blogueiros e estudantes de jornalismo.

Os temas discorridos a partir de agora são totalmente voltados aos interesses desse blog. Para saber mais sobre outros temas abordados, leia o que Ceila escreveu. No próprio blog do NewsCamp serão linkados todos os posts relacionados ao evento, então, por favor, não limite sua leitura até aqui. 🙂

(more…)

NewsCamp: desconferência no mundo jornalístico

abril 3, 2008

Não sou jornalista, mas resolvi me inscrever. E resolvi também divulgar para quem estiver interessado, principalmente para quem é ativo no ramo de comunicação. A primeira edição rendeu bons assuntos, apesar de algumas opiniões adversas – mas isso é normal, não é possível agradar gregos e troianos.

Como principiante, não me arrisco a abordar ou incitar algum tema para os debates durante a desconferência. Renato Cruz, Lucia Freitas e Gabriel Tonobohn já deram sua contribuição para o Esquenta do NewsCamp.

Como marketeiro, creio que o assunto mais próximo seja Relações Públicas. Já falei um pouco do que sei nesse post. Se valer como tópico para o dia do encontro (dependendo do interesse dos participantes): abordar os desafios que RP tem em trabalhar com o mundo online. Como mensurar o retorno de um press release? Quais os canais para disseminar com mais eficiência o seu press release? Vale a pena pagar um site de PR online?

Fica aqui minha sugestão. Se quiser saber de mais detalhes, basta acessar o site oficial do NewsCamp.

NewsCamp – II Edição – a desconferência de Jornalistas 2.0
Onde: Gafanhoto – Av. Rebouças, 3181 – São Paulo – SP
Quando: 12 de abril – sabádo
Horário: 9h00 às 17h00
Inscrição: enviar email para aghanael@gmail.com ou evasques@gmail.com com a palavra “Newscamp” no assunto!

Marketing viral para desligados

abril 1, 2008

Hoje estava passando em frente à DM9, a caminho do hotel, quando vi um homem colando tachinhas redondas metálicas na calçada escrito “Super Bonder” (eu acho que eram tachinhas, eu acho que era na calçada – estava atrasado e não reparei com atenção). Tinha também um outro homem tirando fotos. Já me veio à cabeça marketing viral.

Em 2006, a DM9 ganhou o prêmio em Marketing Viral com o Hanging Test Dummy. Eles também levaram troféu com a ação interativa realizada através de um monitor de 11kg colado com Super Bonder na parede da agência. Foi um sucesso, o tráfego de pessoas visitando o hotsite foi mais do que satisfatório. E eu não fiquei sabendo dessa ação viral.

É o ponto onde eu queria chegar. Eu sou desligado. Apesar de eu estar quase 80% do meu tempo integral conectado à internet, eu não fico sabendo dessas campanhas criativas. Sou o último dos moicanos. Se é sobre alguma campanha na TV – principalmente em canais abertos, os quais eu já aboli da minha programação quando aderi à TV a cabo -, eu realmente não me importo em saber qual é. Se meu canal principal de comunicação é a internet, então que façam de tudo para me atingirem através dele. 🙂

(more…)

Blogs sobre tudo e para todos

março 16, 2008

Nosso blog aborda assuntos relacionados a marketing digital, causa principal para sua criação. A nossa lista de links é pequena, bem humilde, porém muito orgulhosa pela qualidade. Suzana Cohen é a especialista quando se fala em tecnologia de mídias e a influência (ou conflito) na comunicação social. Da comunicação social, partimos para o social media: eles acreditam no marketing 2.0. O marketing de busca também é preocupação para quem quer ter destaque na web.

Mas nem por isso vamos deixar de falar sobre outros assuntos também de comum interesse: a blogosfera. Lúcia Freitas fala de tudo e um pouco mais sobre as novidades e tendências no mundo da blogs. Também participa de outros projetos como o Café.com Blog, que promete outras edições. E para quem tem afinidades com o mundo da webdesign, o Web D+ é uma boa pedida.

Blogosfera também é tema de várias discussões entre blogueiros e jornalistas. O debate fica mais acirrado quando o assunto se expande para os blogs corporativos. Como proposta para incentivar e agitar o mundo blogueiro, o Interney Blogs resolveu lançar a blogagem inédita. Confira as regras e prepare-se, pois o dia D já é amanhã, 17/03.

José Brandão & Jacacarambola

Podcast funciona?

março 14, 2008

Confesso que nunca ouvi um podcast por inteiro. Deve ser falta de paciência ou sobra de tédio. Não consigo me concentrar quando estou ouvindo um computador falar; a dispersão se espalha e não há nada que me faça a recomeçar.

6 Reasons I'm Not Hooked on Podcasts

Pensando nessa minha dificuldade de concentração, resolvi buscar no Google Todo Poderoso qual é a popularidade dessa ferramenta. De cara encontrei essa matéria, de três anos atrás, falando que “em breve” será tão essencial quanto manter um website. Tenho minhas dúvidas. Mas já que toda matéria ou artigo deve ter bons exemplos que sirvam como justificativa, nessa em especial foram citadas empresas como Disney, GM e Whirlpool. Entrei em algumas para ver se, mesmo depois de três anos, o podcast não é uma ferramenta obsoleta.

(more…)

Farmácia mais perto do seu mouse

março 12, 2008

Ficar sem aspirina ou sal de frutas em casa é a mesma coisa que ficar pelado no meio da rua. E a lei de Murphy sempre se aplica nesses momentos: quando você está com dor de cabeça ou aquela azia, a farmácia mais perto é a três quarteirões – cada um com 1km de extensão – da sua casa. Por pura curiosidade, e também porque nunca me passou pela cabeça tal idéia, de verificar se as farmácias possuem websites. E não que é que elas têm mesmo? 🙂

Antigamente, farmácia era só para comprar remédios. Depois, com o passar do tempo e com o aumento de desejos do consumidor (sejam eles supérfluos ou não, vai da opinião de cada um), esses estabelecimentos comerciais quase se tornaram lojas de departamento. Quer comprar um creme hidratante? Vá à farmácia. Esqueceu de comprar justo o bronzeador bem na hora de viajar para a praia? Vá à farmácia.

Lembro que até foi uma briga entre mercados e farmácias, pois o serviço quase que se igualou. As estratégias de distribuição das empresas também se concentraram nesses novos pontos de vendas: quem nunca passou em frente a uma farmácia, o calor escaldante derretendo seu corpo, e eis que se vê logo na entrada um refrigerador só de bebidas super refrescantes.

O serviço começou a melhorar quando instalaram o Delivery. A maioria das redes estabeleceram um tele-vendas ou 0800 para que fossem entregues os remédios em qualquer lugar. Agora é a vez do e-commerce. Dei uma conferida nas seguintes farmácias: Onofre, Drogaria São Paulo, Farma & Cia e Droga Raia.

(more…)