Archive for the ‘Sem-categoria’ Category

Fim da linha

outubro 19, 2008

Infelizmente terei de abandonar o blog. Uma pena ser o único que continuou com ele até agora. Estou com outros projetos paralelos – nada muito promissores, mas que para mim são importantes – e vejo que me identifico muito mais com eles do que com o Jaca. Foi uma iniciativa boa, porém não há mais nada que me incentive a escrever por aqui. Minha experiência profissional com o marketing em si está um pouco exaustiva, frustrante e sem novidades, e era justamente esse o meu objetivo por aqui: relatar e dar minha opinião com o que experienciei na área – o que não aconteceu desde então.

Meu blog pessoal está aí do lado para quem quiser me visitar. Foi bom enquanto durou. 😉

José Brandão & Jacacarambola

Anúncios

Dia do profissional de Marketing

maio 8, 2008

Hoje é dia do marketeiro. Parabéns a todos os profissionais de marketing! Veja as datas de outros profissionais também importantes do segmento – e até veículos. Marque no seu calendário e não se esqueça de cumprimentá-los. 😉

(more…)

Revista digital: alternativa para conteúdo online

abril 16, 2008

Estava a caminho da pós quando me entregaram um encarte da Super Interessante. Como o conteúdo da revista  não tem mais a mesma qualidade de alguns anos atrás, peguei e quase não dei a devida atenção. Eu realmente não queria saber quem inventou o palito de dentes muito menos se era higiênico proteger as latinhas de cerveja com selo.

Não querendo me estender muito nas reportagens, li só a contracapa. Claro que induzia o leitor, de acordo com a curiosidade dele, a acessar o site da revista e ler na íntegra a matéria de capa – que por sinal tem tudo a ver com ciência: “a cadeia como você nunca viu”. Lá fui eu visitar o site; não me surpreendi quando vi que não havia quase destaque na página – e os poucos destaques não conseguiam chamar a atenção.

Enfim, meu objetivo não é falar do layout pobre e do conteúdo fraco do site. Cliquei direto no ícone da revista para ler a matéria “super interessante”. Minhas expectativas desceram pelo ralo quando percebi que não era uma versão em PDF ou equivalente ao clicar em um outro ícone: “folheie a revista”. Simplesmente abriu uma janela em flash com a revista aberta em miniatura – só o título das matérias estavam legíveis. A intenção é só folhear mesmo.

Admito que meu equívoco foi grande ao pensar que iria encontrar uma revista digital. Sei que, a princípio, pode não haver muita diferença entre online e digital, mas quando você escolhe fazer o download de qualquer conteúdo para ler, ouvir ou assistir depois (podcast e videocast), já deixa de ser online – daí a vantagem de ser digital.

(more…)

Informação de graça não é só na web

março 10, 2008

informação de graça

Fico inquieto quando não tenho nada nas mãos para ler quando estou no ônibus – no metrô é sempre mais rápido, então nem me preocupo. Só as músicas do meu MP3 player não me satisfazem completamente. Mesmo tendo algum livro na minha bolsa de carteiro, às vezes não é exatamente o que eu quero ler; é praticamente uma preguiça literária, de que você só quer ler textos rápidos, sem compromisso e que não exigem aquela concentração.

O Metrô News, ao meu ver, foi o primeiro a fazer com que essa preguiça literária fosse sanada rapidamente. O problema era saber onde pegar o bendito exemplar. Parecia uma conspiração universal: todos estavam com o jornal na mão, menos você – da Barra Funda ao Itaquera. Depois descobri que não eram em todas as estações em que ele era distribuído.

Com um editorial um pouco mais elaborado – assim como a diagramação do jornal também -, chegou o Destak para fazer concorrência, não com o Metrô News (na minha opinião, o objetivo dele é ser circulado dentro do metrô, não fora dele), mas com o Estado e a Folha. Concorrência? Sim, no conceito de que informação pode ser de graça não só através da internet (ou quando você pára na banca e lê a capa desses mesmos jornais).

O Publi Metro, que a princípio todos confundiam com o Metrô News (o que um acento não faz, hein), resolveu dar suas caras na cidade paulistana, brigando com o mesmo espaço do Destak: as entradas e saídas do metrô e os faróis das ruas adjacentes. Se levar em consideração o fato de que o Metro é o último dos moicanos, chega a ser um plágio descarado quando você lê as manchetes, o resto das notícias e, se der tempo, quando você observa o layout do jornal – o verde e o vermelho das logomarcas são arquiinimigos mortais nessa disputa entre os dois veículos.

(more…)

Profissão vs Academia

fevereiro 29, 2008

Minha colega de classe desabafou de prato cheio ontem em uma aula de Planejamento Estratégico de Marketing. Sempre a mesma metodologia: aula teórica, case para discutir a teoria em grupo, cada grupo fala sua opinião e o professor encerra a aula com a afirmação correta – pelo menos o que ele acha que é certo. Não muda nada desde a graduação? Quando entramos na faculdade, o objetivo da instituição de ensino é formar profissionais capacitados e prontos para entrar no mercado de trabalho, já que toda a formação teórica será aplicada na prática durante o curso. Eu achava que era o momento para deslanchar minha carreira profissional e fazer contatos importantes, trocar experiências – além do mais, sonhar não paga imposto.

(more…)

Quem disse que na teoria é mais fácil?

fevereiro 24, 2008

Pensei que o TCC tivesse sido a última etapa da minha vida acadêmica. Mas como o mercado de trabalho é exigente e altamente competitivo, não podemos parar no tempo. Para fechar com chave de ouro meu curso de pós-graduação (adivinhe… em Marketing), comecei minha monografia. E comecei beeeeem devagar. O tema escolhido é: Otimização da comunicação das empresas através de ferramentas da internet. (Espero que o projeto não fique tão extenso e cansativo quanto esse título.)

Honestamente, acho trabalhos acadêmicos muito antiquados. Muitas regras regadas a vários padrões: padrão de escrita, padrão de formatação, padrão do padrão. Entretanto, se ele é realizado à luz de sua experiência profissional ou de um tema que é tão interessante a ponto de se entreter em um trabalho escrito dessa amplitude, então vale a pena. No meu caso, juntei o útil ao agradável: marketing ao digital, porém com certos obstáculos pela frente. Todos sabemos que a web 2.0 revolucionou os métodos tradicionais de comunicação das empresas, como por exemplo blogs, redes sociais e wikis, mas como conceituar – academicamente falando – essas tendências se eu não posso me vangloriar de acervos literários como o Wikipédia? Por isso a minha opinião quanto à antiguidade. Encontrar referência bibliográfica atual e consistente que sirva de alicerce para minha fundamentação teórica está sendo um desafio – okay, confesso que estou um pouco relapso ao procurar na biblioteca da faculdade.

Quem tiver sugestões de referência bibliográfica, vou ficar muito feliz pelas indicações! 🙂


José Brandão & Jacacarambola

(more…)

Revista Meio Digital

janeiro 15, 2008

Acho que pode ser um publicação interessante para todos nós.

A Meio Digital está em sua terceira edição, e recomendo a leitura do artigo “Otimizando Sites Sociais Para o Mkt” (página 64).

E para quem não conhece esse formato de revista on line (Digital Pages), vai adorar a leitura integral da revista!

meiodigital.jpg

Thati Schlesinger & Jacacarambola

Happy Hour 11/01 – Genuíno

janeiro 13, 2008

Sou um pouco suspeito para falar, porque já conhecia os nossos palestrantes de um outro fórum (Confraria!), mas acho que falo por todos quando digo (ou escrevo) que o curso realmente foi muito interessante, proveitoso e instrutivo.

Bom, mas como ningém é de ferro, depois das 5 noites que passamos juntos, nada mais justo que entortar o caneco no Genuíno…

Seguem algumas fotos

img_0304.jpg img_0305.jpg
O calor deixou o chopp mais gostoso…
img_0303.jpg img_0308.jpg
…e aproximou as pessoas.

img_0314.jpg img_0316.jpg
E na hora da conta… bom, nevermind… rsrsrsrs

É claro que o happy celebrou o fim de algo tangível, sólido – mais um dos 90 e tantos cursos de férias da ESPM acabou-se – mas, o sólido só se desmanchará na rede se quisermos ou permitirmos. ; )

Alexandre Lourenção & Jacacarambola