SEO: Search Engine Omelette

by

Tenho de me prostrar aos profissionais de SEO e venerá-los por várias horas seguidas. Minha cabeça dói só de pensar que essas três letras infelizes existem mas que ao mesmo tempo são tão vitais; as palavras-chaves se tornam um omelete fritando no meu cérebro, já não consigo mais raciocionar. Tenho de admitir que não é para qualquer um.

Tirando todo esse dramalhão mexicano, a vida de quem executa o SEO – ou quem tem de planejá-lo – é realmente exaustiva, mas com certeza recompensadora. Falo isso porque eu sou responsável por decidir quais são as palavrinhas mágicas que vão deixar o nosso site lá no topo do Google. É um trabalho bem complexo: você tem de pensar no que o seu público-alvo quer (o primeiro pensamento quando ele vai encostar o dedo no teclado), no que ele realmente está a procura; não basta colocar o site no ar e escolher aleatoriamente as palavras (se seu site fala sobre hotel, não pense que a únicas palavras que você deve colocar são ‘hotel’ e ‘brasil’).

Não posso falar que sou expert no assunto, mesmo porque meu trabalho se resume na escolha das palavras, testá-las (ou você pensou que era só escolher?) e enviar para a nossa matriz colocar a estratégia no ar. Pelo menos uma ferramenta que em parte me ajuda bastante é o Google Trends, onde você coloca uma combinação de palavras e o Google lhe mostra o resultado em relevância por palavra – sempre por gráfico. Além disso, você pode filtrar seus resultados por categorias como região, cidade ou línguas (no meu caso, os sites são em português e em inglês, sendo que esse último é o principal para mim; logo, fará diferença se eu buscar por ‘brazil’ ou ‘brasil’). Ainda mais importante e tão útil quanto essa primeira ferramenta é o Google Analytics. Com ela você tem como aperfeiçoar a procura pelo seu site e aumentar seu ROI, sempre de uma maneira mais detalhada e precisa.

Agora tenho de retomar o meu Search Engine Visibility Report (só de olhar para ele já lembro da minha amiga aspirina para amortecer minhas dores de cabeça): lá vou eu procurar agulha nos palheiros do Google, Yahoo! e MSN – ou você também pensou que era só o Google?

José Brandão & Jacacarambola

Notícias complementares:
What To Do If You’re The SEO Client Nobody Wants?
Search Engine Marketing and Blogging Techniques

Tags: , , , , ,

Uma resposta to “SEO: Search Engine Omelette”

  1. Paulo Rodrigo Teixeira Says:

    Legal o artigo J&J.

    Raramente vejo artigos se preocupando com a escolha de palavras-chave que é a parte mais importante de SEO.

    Mas este pequeno detalhe ajuda muito lá para frente.

    Um grande abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: