Webdesign: faça você mesmo

by

Create your own banner at mybannermaker.com!

Não sou webdesigner profissional, mas com tantos recursos disponíveis na internet, me atrevo a passar por amador (o que acharam do meu banner?).

Se você tem um blog, a única dor de cabeça que você vai ter é escolher um layout. No MySpace, então, fique a vontade para revirar os códigos HTML (XML, CSS – não sei mais quais são as siglas) de ponta cabeça. O Facebook não ficou de fora e também aderiu aos infinitos templates para deixar seu perfil ainda mais atraente. Se a preguiça reinar, não se preocupe, sempre vai ter um site para fazer tudo, basta você dar alguns cliques: Pimp-My-Profile e Facebook Expressions devem ser os mais conhecidos.

Mas o mais legal de tudo isso é que você pode se tornar um webdesigner profissional. Por que não? Se a internet disponibiliza recursos “prontos” para você se divertir, ela também vai proporcionar recursos para seu aprendizado. É muito comum vários profissionais de webdesigners promoverem seu portifólio de trabalhos em sites ou mesmo em blogs. E incentivo também é o que não falta: será sediado no Japão o Festival Internacional de Webdesign. O desafio desse ano será a criação de uma página web em 24 horas, mas o prêmio ainda não foi revelado (nas edições anteriores, os ganhadores do “WIF de ouro” levaram 60 mil euros e viagens para conhecer os webdesigners mais renomados do mundo).

José Brandão & Jacacarambola

Tags:

3 Respostas to “Webdesign: faça você mesmo”

  1. César Says:

    Bem, primeiro para responder à sua pergunta: achei seu banner ruim, completamente ilegível e sem sentido. Mas o que queria realmente dizer a você é que por pensamentos como o seu que hoje em dia a internet perde qualidade. Como você mesmo disse, pelo grande leque de ferramentas disponíveis na internet e pela facilidade em adquiri-las, que pessoas sem o mínimo preparo e com pouquíssimo conhecimento preferem fazer elas mesmas um trabalho que apesar de parecer simples, é muito complexo e dependendo do trabalho final pode trazer resultados positivos ou negativos.
    Minha dica a vocês é a seguinte, ao invés de “Faça você mesmo”, procure um profissional competente que fará o trabalho de uma forma séria, pois tratando-se deste grande meio de comunicação tão direta que é a internet, não devemos brincar nem nos expor ao ridículo correndo o risco de fracasso.

  2. Says:

    César, realmente não tive a intenção de causar essa impressão. Também não concordo em incentivar o amadorismo como profissionalismo. Se o amador quer se tornar profissional, ele tem de correr atrás de especialização e seriedade principalmente.

    Essa é minha mensagem: para o amador, há ferramentas para diversão, ou seja, hobby; para o profissional, há ferramentas que ajudam no aprendizado e no aperfeiçoamento, assim como na divulgação de seu trabalho.

    Meu banner com certeza é ruim, pois foi feito como um simples hobby (com recursos limitadíssimos) e não chega aos pés de um profissional.😉

  3. Clara Says:

    César,
    Por acaso vc está desempregado?
    Viva a liberdade de criação!!!! Zé, keep up with your work!
    Abs…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: